CÂNCER DE PRÓSTATA: O que é e como desenvolve!

O câncer de próstata é uma doença que acomete os homens, principalmente acima de 50 anos. De acordo com dados do INCA – Instituto dos casos ocorridos no mundo todo se apresentam  em pessoas a partir dos 65 anos.

CÂNCER DE PRÓSTATA: O que é e como desenvolve!

No Brasil,  a incidência é de, aproximadamente, 50.000 novos casos/ano. E a cada ano o numero de casos entre os brasileiros vem aumentando. Na maioria dos casos, o tumor surge na parte posterior da próstata.

Alguns tumores crescem de forma tao lenta que não chegam a ameaçar a vida do homem, porém, há casos em que os tumores crescem rapidamente, se espalhando para outros órgãos e levando, inclusive, à morte.

Sinais e sintomas

No inicio, o câncer de próstata não apresenta sintomas, por isso esse período é chamado de assintomático. Daí a necessidade dos exames preventivos. Somente através de exames é possível detectar a doença e tratá-la. Más, em um segundo momento, mais avançado, alguns sinais podem ser identificados facilmente. 

O mais comum deles é a dificuldade de urinar, já que o câncer começa a obstruir a uretra, o canal pelo qual a urina é eliminada. Esse é um sintoma que aparece também na hiperplasia benigna da próstata ( multiplicação benigna das células), por isso merece atenção.

Alguns dos sintomas do câncer de próstata

É importante saber que alguns casos de câncer de próstata são totalmente silenciosos, ou seja, não apresentam sintomas em nenhum estagio da doença. Além disso, alguns sintomas são semelhantes aos apresentados em tumores benignos ou mesmo em caso de problemas no aparelho urinário. Daí a importância da consulta a um urologista, mesmo que o homem não tenha casos de câncer de próstata na família.

O diagnostico do câncer de próstata

O tratamento precoce ainda é uma das melhores formas de se atingir bons resultados no tratamento do câncer de próstata e até mesmo a cura. Mas isso só é possível através da realização de exames periódicos, feitos de duas formas: pelo toque retal e por um exame de sangue chamado PSA, uma proteína que só a próstata produz e que pode ter seu nível muito elevado nos casos de câncer. 

Alguns homens acham que apenas o PSA é o suficiente para detectar o câncer de próstata. Mas não é. Alias, ele costuma falhar em, aproximadamente, 20% dos casos.  E apesar do toque retal falhar em, 35% dos casos, a realização dos dois exames juntos derruba a probabilidade de um erro no diagnostico para 8%.

Toque retal

O exame do toque retal é realizado no própio consultório do urologista. Simples e rápido, é ele que pode detectar os primeiros sinais de problemas com a próstata, já que é possível percorrer o seu endurecimento. 

PSA

O PSA é um exame de sangue que observa os níveis de antígeno prostático especifico no organismo dos homens. Seu valor normal varia com a idade do paciente o tamanho da próstata. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, atualmente considera-se valor normal até 2,5 ng/ml para os pacientes em torno de 60 anos.

Porem, como o PSA é especifico da próstata, o fato de seu nível estar aumentado não quer dizer que seja necessariamente câncer de próstata.

Por isso, para aumentar a especificidade do PSA para câncer, evitando biopsias desnecessárias, durante o exame são utilizadas algumas variedade do aumento ( >0,75 ng ml/ano), aumento do PSA-idade, percentagem de PSA livre em relação ao PSA total (PSA livre/PSA total < 15%), entre outras. Assim, quando houver alteração do PSA com suas variáveis e/ou o exame de toque retal detectar alteração, faz-se necessário um ultrassom transretal com biopsias da próstata.

Biópsia

Na biópsia é retirada uma pequena quantidade do tecido prostático para ser analisado por um medico patologista, o que permite diagnosticar o tipo de tumor. 

Fatores de risco

As ocorrências de câncer de próstata aumentam com a idade. Alguns dos fatores de risco podem incluir, inclusive, os hábitos alimentares. Mas um dos fatores mais importantes é a questão da hereditariedade.

Quem possui casos de câncer de próstata na família tem mais chances de desenvolver a doença. Além disso, os riscos aumentam gradativamente de acordo com o grau de parentesco. Por exemplo, quando o pai ou o irmão são acometidos pelo problema, aumenta-se a probabilidade de câncer de próstata. 

Veja mais sobre o câncer de próstata, logo abaixo.

mao-2

Câncer de Próstata Durante o Tratamento!

A Cura do Câncer já é uma Realidade, diz Professor da USP!

Gostou do artigo?

Caso ele tenha sido útil para você, aproveite para compartilhá-lo com um amigo ou amiga que aprecie dicas de saúde e queira ter uma vida saudável… Assim como Você!

Forte Abraço e até o próximo artigo!

Fonte: AstraZeneca do Brasil Ltda

Hoje já são 8.466 Inscritos e crescendo cada vez mais!

Venha você também fazer parte do Grupo Fechado cadeado-pagina    

"Corpo com Saúde"

Deixe seu Nome e email e receba conteúdos Exclusivos sobre Saúde e bem-estar. 

Respeitamos sua Privacidade